Em paralelo ao processo na Câmara, Leto ainda está sob a mira da Justiça comum pela Xeque-Mate (Foto: Aline Lins/ClickPB)

A Comissão Processante vai julgar o pedido de impeachment de Leto Viana no dia 14 de novembro. O julgamento acontecerá em sessão extraordinária às 10h, na Câmara de Cabedelo. Leto é alvo do processo após ser denunciado na Operação Xeque-Mate, da Polícia Federal, que investiga políticos e servidores em complexo esquema de corrupção no município.

O então prefeito preso renunciou ao mandato no dia 16 de outubro, dois dias antes da data anunciada como prazo de conclusão do trabalho da Comissão Processante. Assim, o grupo especial da Câmara de Cabedelo vai julgar apenas se cassará por oito anos os direitos políticos do ex-gestor, já que não pode julgar um mandato que existe mais.

A informação da data de julgamento foi confirmada ao ClickPB pela assessoria de imprensa da Câmara de Cabedelo e pela presidente Geusa Ribeiro. Segundo a assessoria, Evilásio Cavalcanti, presidente da Comissão, entregou o processo completo apenas nessa terça-feira (6) e, então, foi possível marcar a data de julgamento do pedido na Casa Legislativa do município.

De forma paralela, Leto Viana ainda está sob a mira da Justiça comum paraibana. Ele segue preso na sede do 1º Batalhão de Polícia Militar (BPM), por ter curso superior.

A Câmara de Cabedelo emitiu a seguinte nota.

PRESIDENTA GEUSA CONVOCA SESSÃO DE JULGAMENTO DA CASSAÇÃO DE LETO

Foi antes da Sessão Ordinária desta terça-feira (06) que a presidenta da Câmara dos Vereadores de Cabedelo, Geusa Ribeiro (PRP), realizou a convocação dos vereadores para uma Sessão Extraordinária onde será julgado o processo 001 de 2018 que trata sobre a cassação dos direitos políticos de Wellington Viana França por infração político-administrativa. A sessão foi convocada para o dia 14 deste mês, às 10 horas da manhã, no Plenário Luiz Góes. A comissão processante que é composta pelos vereadores Evilásio Cavalcanti (MDB), Benone Bernardo (PRP) e Jonas Pequeno (PSDB) foi instaurada em sessão no dia 24 de maio deste ano e finalizou seu trabalho ao entregar o processo na secretaria legislativa da Câmara Municipal de Cabedelo.

Sessão Ordinária

Foi durante a sessão ordinária que os vereadores aprovaram um requerimento a ser enviado ao prefeito municipal para que seja construída e implementada no Hospital e Maternidade Municipal Padre Alfredo Barbosa uma UTI – Unidade de Terapia Intensiva  – diante na necessidade da população de Cabedelo. O vereador Valdi Tartatuga, solicitou através de requerimento que a Secretaria de Infraestrutura do município construa um acesso à praia no calçadão de Intermares. Também pediu ao prefeito que realize a compra de caminhão pipa com mangueira a ser utilizado para regar os canteiros e jardins, gramados e praças do município. Outros requerimentos do vereador Evilásio Cavalcanti, José Eudes e Jonas Pequeno referentes a infraestrutura nas comunidades foram aprovados por todos os parlamentares presentes na sessão.

ASCOM Câmara Municipal de Cabedelo

 

Fonte: CLICKPB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here