O reajuste no salário é orientação do governo federal, muitos municípios já aprovaram e o corpo docente já está sendo remunerado com aumento. Na Câmara adormecida de São Bento, nem a votação tem previsão para acontecer.

Mas o reajuste não é o único projeto emperrado. O projeto que prevê o pagamento do 14º e 15º salário e o ônibus para transporte de estudantes universitários também não é colocado em pauta.

Assim como nos contos de fada, uma disputa pode estar motivando esse entrave. O prefeito Jarques Lúcio não conta com o apoio do legislativo, que tenta boicotar a gestão travando a votação de propostas.

A população de São Bento é que segue presa nesse encatamento, aguardando que a maldição sobre os projetos se acabem. Resta saber se a Câmara vai deixar os cem dias virarem cem anos.

Fonte : EXPRESSO PB

Clique no Link e confira o projeto na Integra

PROJETO-DE-LEI-002-2019-REAJUSTE-SALARIAL-MAGISTERIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.