Fachada da Assembleia Legislativa da Paraíba — Foto: Divulgação/Assembleia Legislativa da Paraíba

Os deputados estaduais aprovaram nesta terça-feira (9), durante sessão na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), a medida provisória que prevê a fusão de órgãos da administração indireta. Além disso, também foi votada e aprovada a extinção da Empresa Paraibana de Abastecimento e Serviços Agrícolas (Empasa).

A primeira medida dispõe sobre a fusão da Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba (Emater), com o Instituto de Terras e Planejamento Agrícola do Estado da Paraíba (Interpa) e com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emepa). O novo órgão foi nomeado como a Empresa Paraibana de Pesquisa e Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer).

Tanto a fusão quanto a extinção da Empasa são medidas que foram anunciadas pelo governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), no dia 2 de janeiro deste ano, com o objetivo de corte de gastos. Segundo João, a previsão é que haja uma economia de R$ 20 milhões por ano.

A sessão desta terça-feira (9) foi a primeira depois que o presidente da Casa, Adriano Galdino (PSB) ameaçou cortar o ponto dos parlamentares que faltassem a sessão ou não estivessem presentes durante a votação. Na aprovação das medidas provisórias, 31 deputados estiveram presentes e os cinco que faltaram justificaram a ausência.

Fonte: G1 PB 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.