O economista da entidade, Marcel Solimeo, avaliou que o aumento na arrecadação de impostos não vai impedir o rombo de R$ 100 bilhões nas contas públicas

O valor pago pelos brasileiros em impostos neste ano chegou à marca inédita de R$ 2,2 trilhões, segundo o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo. Vários fatores explicam se chegar nesse número gigante: a inflação, o aumento dos preços dos combustíveis e energia elétrica além dos royalties do petróleo.

O economista da entidade, Marcel Solimeo, avaliou que o aumento na arrecadação de impostos não vai impedir o rombo de R$ 100 bilhões nas contas públicas: “fica claro que os problemas não estão do lado da arrecadação, mas das despesas. Por mais que vá aumentando a arrecadação, se não houver corte de despesa, nunca vai fechar essa conta”.

Para o economista, a equipe econômica do Governo Jair Bolsonaro precisa focar no controle das contas públicas, manter o teto dos gastos e estimular a privatização de empresas estatais.

A estimativa da Associação Comercial para arrecadação total em 2018 é de R$ 2.388.000.000,00.

O painel do Impostômetro foi inaugurado em 20 de abril de 2005 e está instalado no prédio da sede da ACSP, no centro de São Paulo.

Fonte: JOVEM PAN, repórter Victor Moraes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here