O juiz Adilson Fabrício Gomes Filho decidiu adiar a audiência de custódia dos pais de uma bebê de 9 meses de vida que morreu após ter sido estuprada na Paraíba. O casal Ana Graciele Nascimento Lucena e Francisco Fagner Lucena foi preso na última quinta-feira (30). O pai é suspeito do estupro e a mãe suspeita de ser conivente aos abusos.

A audiência estava marcada para acontecer na tarde desta segunda-feira (3), em João Pessoa, mas precisou ser reagendada para a tarde desta terça-feira (4). O casal está em unidades prisionais da capital paraibana depois de terem sido transferidos da Cadeia Pública de Soledade, por questões de segurança.

O reagendamento ocorreu por questões burocráticas, tendo em vista que a audiência havia sido anteriormente agendada para comarca de Soledade, antes de ser decidida a transferência.

A menina de 9 meses morreu na noite da última quarta-feira (29)após sofrer uma convulsão em um restaurante na cidade de Soledade, no Seridó paraibano, quando estava com a mãe e voltando para casa na cidade de São José do Sabugi, no Sertão paraibano. A criança foi levada para o Hospital de Soledade, mas morreu. O médico que atendeu a menina percebeu que ela estava com ferimentos graves nos ânus e acionou a Polícia Militar.

G1 PB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.