Deputado decidiu se afastar de articulação após troca de farpas com Bolsonaro

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidiu se afastar da articulação para a tramitação da reforma da Previdência e disse que não tem mais “condições” de ser um articulador político.

Ao longo do mês de março, Maia trocou farpas com o presidente da República, Jair Bolsonaro. O deputado afirmou que os “ataques” que sofreu davam a entender que ele queria se favorecer de alguma forma dessa articulação e, por isso, decidiu se afastar. Ele disse ainda que se resignou ao seu papel institucional na tramitação do projeto.

“Agora, estou mais fechado, porque me colocaram no meu papel (institucional)”, disse. “Não falo mais de prazo, nem de voto. Aliás, falar disso, atrapalha o governo”, declarou.

Sobre a possibilidade de a proposta ser aprovada, orientou os jornalistas a peguntarem a Onyx Lorenzoni, ministro da Casa Civil. “Agora, se o governo vai ganhar, você pergunta para o Onyx (Lorenzoni, ministro da Casa Civil).”

 

Fonte: JOVEM PAN 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.