O procurador da República, Anderson Lima, determinou a abertura de um inquérito civil para apurar possíveis irregularidades na construção de uma escola com recursos federais no município de São Bento, no Sertão paraibano. O ato foi publicado na página 17, na edição desta segunda-feira (15), do Diário do Ministério Público Federal Oficial (DMPF).

De acordo com o MPF,  a prefeitura utilizou verbas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). À época do contrato que está sendo alvo de denúncia pelo MPF, o prefeito de São Bento era Gemilton Souza. A unidade seria destinada à educação infantil e teve investimentos superiores a R$ 1 milhão.

Segundo o procurador, o inquérito visa possibilitar a coleta de elementos destinados a auxiliar na formação de convicção ministerial acerca dos fatos.

Fonte: Portal Correio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.