SAÚDE

Crianças com até um ano devem se vacinar contra sarampo antes de viajar

Com 778 casos confirmados, a capital paulista concentra as ocorrências da doença no Estado de São Paulo

07/08/2019 08h45
Por: São Bento em Foco
Fonte: JOVEM PAN
Com 778 casos confirmados, a capital paulista concentra as ocorrências da doença no Estado de São Paulo
Com 778 casos confirmados, a capital paulista concentra as ocorrências da doença no Estado de São Paulo

Crianças de seis meses a um ano deverão receber a vacina do sarampo antes de viajar para municípios em situação de risco. 

A orientação foi dada nesta terça-feira (6) pelo Ministério da Saúde. De acordo com a pasta, a vacina deve ser realizada com pelo menos 15 dias de antecedência da data prevista para a viagem. Além de proteger, a medida também pretende interromper a cadeia de transmissão do vírus no Brasil.

Ainda assim, a chamada “dose zero” não substitui as imunizações do calendário nacional de vacinação. As doses aplicadas aos 12 e 15 meses de idade devem ser mantidas, independentemente do planejamento de viagens.

O pediatra Paulo Pachi reitera a importância da vacinação em crianças com menos de um ano. “Se a criança pegar um sarampo entre seis meses e um ano, a doença pode ser muito séria e ter complicações. Então os pais devem levar seus filhos a partir dos seis meses de idade.”

Só no Estado de São Paulo, quase mil casos da doença foram registrados.

A diretora de imunização da secretaria de saúde do Estado, Helena Sato, destaca a importância das duas doses da vacina.

“Todas as pessoas de 1 a 29 anos de idade é fundamental que tenham 2 doses da vacina na carteira. Quem tem de 30 a 59 anos, uma dose é suficiente. De modo geral, quem tem 60 anos ou mais não tem necessidade de se vacinar.”

Com 778 casos confirmados, a capital paulista concentra as ocorrências da doença no Estado. A Secretaria Municipal da Saúde mudou nesta terça-feira o foco da campanha na cidade.

Depois de instalar postos de vacinação em estações de metrô, a estratégia agora é ampliar a cobertura vacinal para creches, escolas e universidades.

A expectativa é que 4,4 milhões de pessoas sejam imunizadas até o dia 16 de agosto, data prevista para o encerramento da campanha.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias