Recursos Federais

Em visita a João Pessoa, ministro diz que Plano Nordeste injetará R$ 4 bilhões até 2020 na região

Os recursos totalizarão R$ 4 bilhões e serão destinados para as áreas da educação, saúde, infraestrutura e segurança.

05/10/2019 08h42
Por: São Bento em Foco
Fonte: Clickpb

O ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, General Ramos, falou durante reunião com o governador João Azevêdo, realizada na tarde desta sexta-feira (4), sobre a destinação de recursos oriundos do Plano Nordeste como forma de reaproximação de Bolsonaro com a região. Os recursos totalizarão R$ 4 bilhões e serão destinados para as áreas da educação, saúde, infraestrutura e segurança. 

Segundo ele, os recursos serão aplicados em dois anos e fazem parte de uma política do governo para se reaproximar do Nordeste. "Com uma perspectiva efetiva de reaproximação com a região, apresentamos o Plano Nordeste, que sintetiza o aporte de alguns recursos que o Governo Federal destinará ao estado e toda a região. Até dezembro desse ano será aplicado uma verba totalizada em R$ 1 bilhão e até dezembro de 2020 serão aplicados mais R$ 3 milhões", explicou. 

O ministro ainda parabenizou a gestão de João Azevêdo, "tivemos uma excelente reunião e o governador me mostrou a excelente gestão que vêm realizando no estado. Para mim foi uma reunião muito feliz e fico muito contente com a forma que foi tratado. Agradeço a hospitalidade e aproveito para dizer que o abacaxi mais doce é do da Paraíba", comentou. 

João Azevêdo fez uma avaliação positiva da reunião e disse que a oportunidade trará bons frutos para o estado. "Tivemos a oportunidade de apresentar as nossas demandas. Ouvir e conhecer o Plano Nordeste que o governo pretende implementar e dizer claramente que é preciso manter um respeito, mesmo diante as diferenças que existem, comuns a uma democracia e ao convívio republicano. Esperamos que com parceria consigamos mais investimentos e desenvolvimento para nosso estado e toda a região", explicou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias