Crescimento

Vendas do comércio da Paraíba registram 2ª maior alta do País, revela IBGE

Os dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) foram divulgados nesta quarta-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

12/12/2019 06h26
Por: São Bento em Foco
Fonte: Clickpb

As vendas do varejo paraibano registraram o 2º maior crescimento do País no mês de outubro. Segundo dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgados nesta quarta-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no volume de vendas de outubro sobre o mesmo mês do ano passado, a Paraíba voltou a ser destaque no cenário regional, ao liderar a alta entre os nove Estados do Nordeste com crescimento de 7,2%, bem à frente dos Estados do Rio Grande do Norte (3,9%) e da Bahia (3,3%), que ficaram em segundo e terceiro lugares. O País registrou média semelhante a esses dois Estados com alta de 4,2%.

As vendas apresentaram alta na passagem de setembro para outubro de 1,9% nas lojas do Estado, ficando atrás apenas do Estado do Amapá (2,4%), enquanto o País registrou apenas estabilidade uma leve alta de 0,1% nas vendas.

Já as vendas do comércio ampliado da Paraíba, que analisa os segmentos de veículos, peças e materiais de construção, as vendas da Paraíba também expandiram (3,5%) de outubro sobre o mesmo mês do ano passado, enquanto de setembro para outubro deste ano houve um crescimento de 0,8%, que foi também a mesma taxa (0,8%).
 
Segundo o IBGE, as vendas cresceram em 18 das 27 unidades da federação em outubro, com destaque para Amapá (2,4%), Paraíba (1,9%) e Piauí (1,7%). Já a maior queda foi registrada em Minas Gerais (-5,2%).
 
Segundo a gerente da pesquisa, Isabella Nunes, o varejo está encerrando 2019 melhor do que iniciou. “Isso por conta do quadro conjuntural mais favorável ao consumo, com uma melhora no mercado de trabalho, apesar de predominar a informalidade, e na massa de rendimentos. A liberação do FGTS e a inflação controlada também impulsionaram as vendas. Além disso, houve um aumento na concessão de crédito para pessoa física, o que estimula a aquisição de bens duráveis”, avaliou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias