CONSULTORIA JURÍDICA

Alvo de Operação, Santiago gastou R$ 125 mil de cota parlamentar com advogado

Do montante, 125 mil reais foram apenas para custear sua “consultoria jurídica”.

10/01/2020 10h51
Por: São Bento em Foco
Fonte: MaisPB

O deputado federal Wilson Santiago (PTB), alvo da Operação Pés de Barro, gastou R$ 439.808,51 da cota parlamentar em 2019 — isso representa 97% do total a que ele tinha direito. O levantamento foi feito pelo site ‘O Antagonista’.

Do montante, 125 mil reais foram apenas para custear sua “consultoria jurídica”.

Santiago foi afastado do cargo em 21 de dezembro, por decisão do decano do Supremo Tribunal Federal (STF), com base na investigação da Operação Pés de Barro, que apura superfaturamento em obras no interior da Paraíba.

A decisão de Celso de Mello, no entanto, pode sofrer reversão por parte do plenário da Câmara dos Deputados. Isso porque desde 2017, a maioria dos ministros do Supremo decidiu que a Câmara e o Senado têm a palavra final sobre medidas cautelares determinadas pela Justiça contra seus respectivos parlamentares.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias