NA PB

Número de assassinatos cai 22% na PB em 2019 é o menor desde 2011

Seguindo uma série histórica desde 2011, o ano passado teve o menor número de crimes violentos letais intencionais.

14/02/2020 11h38
Por: São Bento em Foco
Fonte: G1

A Paraíba teve uma queda de 22,1% no número de vítimas de crimes violentos em 2019 em comparação com o ano de 2018. O percentual está no índice nacional de homicídios criado pelo G1, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal. Em 2019, foram registrados 942 assassinatos, enquanto que em 2018 o número era 1210.

Seguindo uma série histórica desde 2011, o ano passado teve o menor número de crimes violentos letais intencionais. Há uma diminuição gradativa, observada nesses nove anos de registro. Entre 2011 e 2019 foram 725 mortes a menos.

De acordo com Samira Bueno, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, uma política consistente explica essa redução histórica. “Há estados que têm políticas públicas consolidadas de redução e controle da violência que estão aí há 5, 6, alguns há mais de 10 anos reduzindo os homicídios e outros crimes violentos. Podemos olhar para São Paulo, Paraíba, Espírito Santo, Distrito Federal, que vêm de uma queda consistente e que têm políticas públicas que são pautadas no fortalecimento da inteligência, na análise criminal, políticas baseadas em evidências e políticas de segurança que são integradas com as políticas sociais”, diz Samira.

O ano de 2019 oscila bastante quando os números absolutos são analisados. O mês mais violento em relação aos assassinatos foi o de novembro, com 87 mortes. Em seguida esteve o mês de fevereiro, com 83 assassinatos, e abril e setembro, com 82 mortes. Os números já são bem menores se avaliados em comparação com o ano de 2018, quando o mês mais violento, que foi o de janeiro, apresentou 128 crimes violentos intencionais.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias