Quarta, 08 de Julho de 2020 07:14
(83) 9 9602 8302
Paraíba RECOMENDAÇÃO

MPPB recomenda que não hajam prisões em barreiras sanitárias

A orientação, dos promotores de Justiça José Guilherme Soares Lemos e Túlio César Fernandes Neves, foi expedida nesse domingo (31).

01/06/2020 10h45
Por: São Bento em Foco Fonte: Portal Correio
MPPB recomenda que não hajam prisões em barreiras sanitárias

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) recomendou que não sejam realizadas prisões de pessoas sem suspeitas ou comprovação de infecção pelo novo coronavírus abordadas em barreiras sanitárias nas cidades de João Pessoa, Alhandra, Conde, Caaporã, Bayeux, Santa Rita, Cabedelo e Pitimbu, mesmo que elas estejam sem documento de declaração de locomoção.

A orientação, dos promotores de Justiça José Guilherme Soares Lemos e Túlio César Fernandes Neves, foi expedida ontem (31). A Região Metropolitana de João Pessoa passará por um período de endurecimento nas regras de isolamento social.

Na manhã desta segunda-feira (1º), a Prefeitura da Capital deu início à fiscalização prevista no decreto assinado em conjunto com os Municípios da região metropolitana. A ação conta com a participação de mais de 150 profissionais municipais, que estão espalhados em 12 pontos de João Pessoa, sendo dois deles itinerantes.

As equipes verificam se a circulação de veículos, motos e pessoas está em acordo com o que prevê o decreto em relação às atividades essenciais, como trabalho e deslocamento para hospitais, farmácias e supermercados. A ação conta ainda com a distribuição de máscaras de proteção e terá caráter educativo até a próxima quarta-feira (3). Só a partir da quinta (4), quando o decreto passa a valer, poderão ser aplicadas sanções em caso de descumprimento.

Coronavírus na Paraíba

A Paraíba contabiliza, até a manhã desta segunda-feira (1º), 13.162 casos de Covid-19. O número de mortes chegou a 360. Dos 223 municípios do estado, 194 já possuem pessoas infectadas pelo vírus.

A ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em todo o estado é de 72%. Na Grande João Pessoa, a ocupação em UTI para adultos chegou aos alarmantes 91%. O alerta também permanece em Campina Grande, onde 63% das UTIs estão ocupadas. No Sertão, a ocupação é de 65%.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias