Quinta, 24 de Junho de 2021 22:45
(83) 9 9602 8302
Paraíba COMBATE À COVID-19

Paraíba segue Ministério da Saúde e vai vacinar por ordem decrescente de idade

Na Paraíba, a recomendação será seguida, levando em conta que idosos já foram contemplados com a imunização

28/05/2021 10h57
Por: São Bento em Foco Fonte: Paraíba.com
Paraíba segue Ministério da Saúde e vai vacinar por ordem decrescente de idade

O Ministério da Saúde aprovou, nessa quinta-feira (27), uma mudança na orientação de vacinação contra a Covid-19 para estados e municípios. Nela, as cidades que tiverem a demanda por vacinação dos grupos vulneráveis em fase final, poderão começar a imunizar pesssoas por faixa etária, em ordem decrescente de idade. No entanto, segundo a orientação da Comissões Intergestores Tripartite (CIT), que reúne Ministério da Saúde, Estados e Munícipios, é necessário garantir um percentual para a continuidade da vacinação dos demais grupos prioritários incluídos no Programa Nacional de Imunização (PNI).

A princípio, a orientação dada pela pasta aos estados e municípios foi de que após concluir a vacinação dos grupos de pessoas com comorbidades, com deficiência permanente, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade, trabalhadores da educação, os gestores podem iniciar a vacinação por ordem decrescente de idade concomitantemente com o restante dos últimos grupos prioritários, ou seja, a partir dos 59 anos, nos quais estão inclusos trabalhadores do transporte coletivo, caminhoneiros, trabalhadores industriais, funcionários da limpeza urbana, entre outros.

Na Paraíba, a recomendação será seguida, levando em conta que idosos já foram contemplados com a imunização e os demais grupos, como os com comorbidades, está em fase final de vacinação. Segundo o secretário executivo de saúde do estado, Daniel Beltrammi, em entrevista ao Portal Paraíba.com.br, a decisão da comissão dos gestores tripartite foi tomada em função de alguns dos 5.570 municípios do Brasil encontrarem baixa procura e saldo por imunizantes, ou seja, está havendo sobra de vacinais.

“A decisão de permitir para além do compromisso de vacinação do grupo de comorbidades, cuja cobertura média, com porcentagem de pessoas alcançadas até aqui é de 48% em todo o país, é para que além desses compromissos que não estão sendo abandonados, os municípios poderão sim lançar mão do uso da vacina contra a Covid-19 em ordem decrescente de idade, partindo a partir dos 59 anos, uma vez que idosos foram integralmente atendidos”, explicou.

Daniel Beltrammi apontou que essa é uma uma medida que auxilia em tempo oportuno as vacinas que estão disponíveis, mas é necessário deixar o alerta que o grupo de comorbidades precisa ser vacinado com o máximo de empenho, uma vez que reúne maior probabilidade de adoecer de forma moderada e grave, e também maior probabilidade de óbitos em função do risco de infecção. “Na Paraíba, como sempre, o Governo do Estado recomendará máxima atenção as orientações do Plano Nacional de Imunização que agora terá essa incorporação da recomendação da Comissão e é óbvio que novos boletins e notas técnicas de orientação serão divulgadas nos próximos dias para orientar os gestores dos 223 municípios da Paraíba”, afirmou ele em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias