O PT foi informado sobre a soltura de Lula antes que o despacho do plantonista entrasse no sistema do TRF-4.

O despacho foi registrado às 9h05.

Naquela hora, porém, Wadih Damous e Paulo Pimenta já estavam na PF.

Diz o Estadão:

“Em três declarações feitas pelos deputados e registradas no perfil do Facebook de Lula no domingo, na frente da PF, eles afirmam e repetem que chegaram às 8h30 na sede da PF.

Os dois afirmam ainda que o despacho do desembargador do plantão do TRF-4 com a decisão de decretar a soltura do ex-presidente já havia sido dado e comunicado à polícia.”

Na segunda-feira, o PT ainda festejava o sucesso do golpe do plantonista, com o argumento de que ele havia desmoralizado Sergio Moro e a Lava Jato.

Agora bateu o desespero.

Diz o Estadão:

“A cúpula do PT admitiu ter sido um ‘erro jurídico’ a ação dos três deputados petistas de pedir a soltura de Lula. Avaliam que, apesar do ganho político, o PT queimou uma etapa importante com a Justiça e pode perder o apoio do ministro Dias Toffoli.”

O ANTAGONISTA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.