Uma operação integrada das policiais Civil e Militar cumpriu sete mandados de prisão preventiva e três de busca e apreensão, na manhã desta sexta-feira (8), em Campina Grande e João Pessoa. De acordo com o delegado de Roubos e Furtos, Victor Melo, a Operação “Ariús” teve objetivo de prender suspeitos na Paraíba envolvidos em uma quadrilha que pratica assaltos a bancos em todo o Nordeste.

Segundo o delegado, um dos mandados era contra Igo Araújo Sales, que estava foragido. O homem suspeito de estar envolvido com o grupo criminoso foi preso na casa dele, no bairro do Araxá. Os outros seis mandados de prisão foram cumpridos dentro do Presídio PB1, em João Pessoa, e no Presídio do Serrotão, em Campina Grande.

Essa é uma nova fase da operação que, conforme o delegado, começou no ano passado em cidades do Rio Grande do Norte. Na primeira fase, 15 pessoas foram presas. Após novas investigações, a polícia descobriu que os suspeitos envolvidos em um ataque a um banco de Macaíba (RN), em julho de 2018, estariam na Paraíba.

A operação contou com a ajuda dos policiais civis e militares e de agentes penitenciários de Campina Grande e João Pessoa. Ainda segundo o delegado, outros três mandados de busca e apreensão foram cumpridos, mas nada foi apreendido.

Igo Araújo Sales, que estava foragido, foi encaminhado para um presídio em Natal, onde vai ficar à disposição da Justiça.

Mandados de prisão da Operação Ariús cumpridos na PB

  1. Igo Araújo Sales
  2. Joeliton Barbosa dos Santos
  3. Karlos Emanuel dos Santos Marques
  4. Matheus Peixoto Maciel dos Santos
  5. Marcelo Peixoto Maciel dos Santos
  6. Eclesiastes Alves Carvalho
  7. Wellison Wilker de Oliveira

Fonte: G1 PB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.