Jurista Janaína Paschoal ainda não definiu se sairá como vice de Jair Bolsonaro (PSL)

Cotada para o cargo de vice de Jair Bolsonaro, candidato à presidência da República pelo PSL, a jurista Janaína Paschoal tem utilizado as redes sociais para se manifestar suas posições políticas. Após propor a união com o partido Novo, nesta segunda-feira (30), a relatora do impeachment de Dilma Rousseff defendeu o chamado “voto estratégico” no candidato do PSL.

Segundo Janaína, é “super fofo quando a pessoa diz: ‘eu não voto em Bolsonaro, porque ele é radical’. Tudo bem vai votar em quem?”, indagou.

Na sequência, ela emendou: “vai esperar o segundo turno e lamentar que tudo vai seguir na mesma, fazendo cara de paisagem?. O cenário eleitoral já está mais ou menos desenhado. Já é hora de avaliar quem apoiar em um eventual segundo turno e unir forças desde logo… Neste momento, os candidatos estão fechando seus programas. Pensem!”, finalizou a jurista.

Vale lembrar que em entrevista ao Jornal da Manhã, Janaína Paschoal revelou que algumas questões de ordem pública e familiar ainda precisam ser definidas para aceitar o convite de Bolsonaro. “Preciso saber se vou ter espaço para representar essas pessoas que não votariam nele, mas votarão por minha causa”, destacou a advogada.

JOVEM PAN

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.