Em Recife, mas sem poder festejar o famoso Carnaval, o Treze volta a campo pela Copa do Nordeste na noite desta terça-feira (06). A partida contra o Santa Cruz, que será no estádio do Arruda, é válida pela segunda rodada do Grupo A da competição. A bola rola às 21h45, horário de Campina Grande.

Cumprindo punição devido a incidentes durante a partida contra o Sport, na edição do ano passado do Nordestão, o palco do jogo será apenas para os atletas. A peleja ocorrerá com os portões fechados, sem a presença de público.

Depois de perder na estreia por 2 a 1 para o CRB-AL, jogando no estádio Amigão, em Campina Grande, o Galo da Borborema busca um bom resultado na capital pernambucana para seguir vivo com o sonho de classificação. Apesar do torneio ainda estar no início, o confronto contra o tricolor recifense é tratada como final para o alvinegro.

Antes de embarcar para Recife, o treinador do Galo, Oliveira Canindé, ressaltou a importância do duelo para as pretensões do seu time na Copa do Nordeste.

– É um jogo que vai apontar o caminho para as duas equipes: se vamos ter condição de passar, de brigar por classificação, ou se vamos ficar apenas no “se” – afirmou.

Para buscar a vitória fora de casa, o comandante alvinegro tem dois desfalques. O zagueiro Fernando Lopes, que não se encontra em condições físicas ideais, e o atacante Edinho Canutama, entregue ao Departamento Médico, ficam fora. Por outro lado, Marcelinho Paraíba, que reestreou pelo Treze no último fim de semana, fica como opção no banco de reservas.

Em situação delicada na temporada, mesmo ainda estando no início de fevereiro, o Santa Cruz busca a vitória a qualquer custo, especialmente depois de ter sido eliminado na Copa do Brasil, na primeira fase, pelo Fluminense de Feira de Santana-BA, deixando de ganhar uma cota de R$ 600 mil, que faria bastante diferença aos cofres tricolores, que vive grave crise financeira.

Dentro de campo, o técnico Júnior Rocha poderá contar com força máxima. O lateral direito Vitor, que desfalcou o Santinha no fim de semana, poupado, volta ao time titular.

A situação da Cobra Coral é parecida com a do Treze. No primeiro jogo, o time empatou com o Confiança-SE, fora de casa, por 1 a 1.

O trio de arbitragem vem do Rio Grande do Norte, encabeçado por Pablo Ramon Gonçalves, que será auxiliado por Flavio Gomes Barroca e Vinicius Melo de Lima.

Escalações

Santa Cruz: Tiago, Vitor, Augusto Silva, Genilson, Henrique Ávila; Jorginho, Luiz Otávio, Arthur; Jeremias, Robinho, Vinicius. Técnico: Júnior Rocha.

Treze: Saulo, Ferreira, Ítalo, Leonardo Luiz, Rayro; Elielton, Dedé, Johnnattan, Tininho; Fábio Neves e Reinaldo Alagoano. Técnico: Oliveira Canindé.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here